Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Sábado, 02 Novembro 2019 15:55
IGUALDADE DE GÊNERO

Governo de Alagoas forma assessores sobre enfrentamento à violência contra a mulher

Seminário reuniu servidores da comunicação de todas as pastas governamentais

Seminário reuniu assessores de comunicação de todas as secretarias do Governo do Estado. Seminário reuniu assessores de comunicação de todas as secretarias do Governo do Estado. Neno Canuto
Texto de Letícia Sobreira

O Governo de Alagoas está saindo na frente na corrida mundial pela construção de um mundo mais sustentável, com a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas, que estabelece objetivos de desenvolvimento a serem alcançados. A Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos abraçou o desafio de trazer para o Estado o selos da Agenda da ONU, sobre Igualdade de Gênero. “Como é que nós vamos trabalhar no dia a dia para atingir essa meta?”, indagou o secretário da Comunicação de Alagoas, Ênio Lins.

 

A Semudh, em parceria com a Secretaria de Estado da Comunicação, realizou na última sexta-feira (01) um seminário de formação continuada para assessores de comunicação sob a temática de “Mídia, Comunicação, Violência Contra a Mulher e Feminicídio”, no hotel Ritz Lagoa da Anta. O evento foi guiado pelas diretoras do Instituto Patrícia Galvão, Jacira Vieira de Melo e Marisa Sanematsu. O Instituto atua há 18 anos na luta pela promoção e defesa do direito à comunicação e acesso à informação com ênfase em igualdade de gênero.

 

“Vamos ser pioneiros na assinatura desse compromisso, independente de questões políticas e partidárias. Nós, jornalistas, vamos fazer isso através de elementos simples, como esse seminário, que vai refletir diretamente nas pautas do dia a dia”, disse Ênio. “Se cada um tiver a intencionalidade de naturalizar um comportamento de mídia, á vamos ter um grande avanço, completou Cintia Ribeiro, técnica da Secom, para a platéia formada por homens e mulheres de diversos. 

 

O evento discutiu a forma como a imagem das mulheres é abordada nos meios de comunicação e como isso deve ser trabalhado no meio da comunicação institucional. “Foi a primeira vez em 18 anos de Instituto que fomos convidadas para falar sobre esse assunto para assessores É uma alegria imensa estar aqui”, disse Jacira, que também é mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo.

 

Maria Silva, secretária da Semudh, se mostrou satisfeita com o envolvimento do público durante o seminário. “Discutir uma temática dessas com comunicadores é como plantar uma sementinha tendo a certeza de que irá germinar e gerar bons frutos. Sei da importância desses formadores de opinião para a sociedade. Abordar o enfrentamento à violência contra a mulher na mídia faz despertar os olhos para muitas questões de desigualdade”, comentou a secretária.

 

O evento também contou com a presença de Ana Cláudia Pereira, consultora da ONU Mulheres do Brasil, que está em Maceió para auxiliar a Semudh com os projetos de empoderamento feminino e implantação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de Igualdade de Gênero, o Programa 50-50. “A agenda de igualdade de gênero não é só uma agenda das mulheres”, lembrou.