Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Terça, 17 Setembro 2019 14:34
CONHECIMENTO

Seminário capacita 28 instituições ligadas à pessoa com deficiência em Alagoas

Evento da Semudh com o Conselho Estadual da PcD foi realizado durante todo o dia com especialistas na área de direito, na elaboração de projetos e captação de recursos

O seminário que ocorreu no Jatiúca Hotel & Resort teve a presença de 28 instituições O seminário que ocorreu no Jatiúca Hotel & Resort teve a presença de 28 instituições Bruno Levy
Texto de Bruno Levy

A Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh), em parceria com o Conselho Estadual de Direitos da Pessoa com Deficiência (CEPCD) promoveu na sexta-feira (13), o Seminário de Capacitação para Instituições das Pessoa com Deficiência. A ação teve o objetivo de instruir gestores e colaboradores na elaboração de projetos, captação de recursos e trabalhar o Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC).

Durante o seminário as palestras foram divididas em duas etapas: pela manhã, a advogada e jornalista Graça Carvalho falou sobre a lei de improbidade administrativa, seguida pela coordenadora de Inclusão da PcD ao Mercado de Trabalho, Telma Albino.

Pela tarde, a palestra foi ministrada pelo pós-graduado em Gestão e Planejamento de Projetos Sociais, Wellington Vasconcelos, que abordou os principais temas do encontro. Segundo ele, a capacitação vai ajudar as entidades na profissionalização e numa maior facilidade na hora de captar recursos para a manutenção das atividades.

WhatsApp Image 2019 09 17 at 11.36.42 4

“As organizações da sociedade civil precisam ter o recurso para o pleno funcionamento. Quando se trata de entidades ligadas à PcD, os gastos se tornam ainda maior. E aí muitas vezes as parcerias e as contribuições muitas vezes não conseguem suprir. Sendo assim, o ideal é que estas organizações estejam estruturadas a fim de captar recurso a partir de editais, estruturar propostas e conseguir apoio de empresas privadas”, disse Wellington.

Para o superintendente de Políticas para a Pessoa com Deficiência, Gino César, a intenção do projeto é nivelar as informações. “Muitas instituições vão surgindo pelos casos de PcD terem aumentado nos últimos anos, mas elas não possuem informações tão importantes como a de hoje. É por isso que a Semudh e o Conselho viabilizaram este evento direcionado às instituições”, explicou Gino.

Capacitar é importante

A integração entre Governo, Conselho e entidades civis vêm cada vez mais dando frutos. Para o presidente da Associação dos Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal), João Ferreira, o evento trouxe ainda mais conhecimento sobre como agir na hora de captar recursos dentro da lei. “Sem a ajuda técnica, fica complicado criar um estatuto de forma correta. Este processo que estamos passando se torna uma ótima oportunidade de conhecer, aprender e agir de acordo”.

WhatsApp Image 2019 09 17 at 11.36.42 3

A secretária da Semudh, Maria Silva, participou do evento e acredita que somente desta forma, com integração, respeito e troca de informações, é que se constrói uma sociedade mais justa e próxima das pessoas com deficiência. “O seminário se torna uma ferramenta de apoio às instituições. A presença de associações, entidades e organizações da sociedade civil em geral mostra a necessidade de mais eventos como este. É trabalho da Semudh provocá-los para estarem presentes e isso é muito importante. Só temos a somar”, concluiu a secretária Maria Silva.