Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Quinta, 12 Agosto 2021 20:26
DIREITOS HUMANOS

Comitiva de Alagoas realiza visita técnica no Comando Geral da Polícia Militar de São Paulo

Viagem teve o objetivo de conhecer novas iniciativas para implantação no Estado, direcionadas para a garantia dos direitos individuais e coletivos da população

Comitiva de Alagoas realiza visita técnica no Comando Geral da Polícia Militar de São Paulo Joanna de Ângelis
Texto de Joanna de Ângelis

Nos dias 09 a 11 de agosto, uma comitiva formada pela Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos - Semudh, na figura da secretária Maria Silva e do Superintendente de Políticas para os Direitos Humanos e a Igualdade Racial, Mirabel Alves, pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos - CEDDH, por meio do presidente Dr. Magno Moura, e pela Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social - Seris, através do chefe do grupo tático, Manoel Messias, acompanhou uma agenda no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar de São Paulo, junto aos representantes da Polícia Militar de Alagoas, representada pelos coronéis Wilson da Silva, José Bernardo da Silva, Gustavo Lima Silva.

A visita teve o objetivo de conhecer a iniciativa do uso de bodycam, uma câmera corporal acoplada ao uniforme dos policiais que permite, além da localização imediata por GPS, a gravação do turno completo de serviço, com armazenamento do conteúdo em nuvem e transmissão das imagens em tempo real.

O comandante geral da Polícia Militar de São Paulo, coronel Fernando Alencar, destacou também que "os bons resultados da iniciativa, com o uso desse equipamento, foram fundamentais na queda dos números de letalidade, mês a mês". Atualmente são mais de 3 mil câmeras espalhadas pelo Estado, em uso batalhões de Policiamento de Área, da Rota e de Ações Especiais.

"Somos o quarto Estado do país a buscar mais informações sobre o uso das câmeras corporais e seu benefício para a população, que é refletido nos números demonstrados pela corporação, onde no mês de julho não foi registrada nenhuma morte em mais de 15 áreas da cidade, de atuação dos Batalhões da Polícia Militar", ressaltou a secretária da Semudh, Maria Silva. "É uma forma de garantir a veracidade de fatos importantes para proteção dos direitos humanos, da segurança de todos os cidadãos", completou.

O material gravado auxilia na resolução de conflitos e na proteção dos direitos individuais, em respeito à dignidade da pessoa humana, assegurando, além da transparência, um julgamento legítimo dos casos relacionados.

O coronel Robson Cabannas, chefe do Centro de Comunicação Social da Polícia Militar, afirmou que o compartilhamento das experiências com outros estados pode ampliar os benefícios do sistema em todo o país. "Fico muito feliz de recebê-los aqui em São Paulo, primeiro pela troca de experiências e segundo porque eu vejo que para o Brasil é um sistema que realmente pode trazer uma série de mudanças na cultura e impactar a sociedade na questão da segurança pública, por ser uma solução tecnológica com efeitos quase que imediatos", afirmou.

Durante os encontros, a comitiva participou de uma palestra no Centro de Operações - COPOM e visitas no 23° Batalhão da Polícia Militar, na Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - DTIC e na Diretoria da Polícia Comunitária e Direitos Humanos - DPCDH.