Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Sexta, 27 Novembro 2020 16:14
RACISMO

Semudh recebe jovem negro que foi agredido e acusado de furto em supermercado da capital

Caso aconteceu no último sábado (21) e gerou grande repercussão nas redes sociais

 Reunião aconteceu na sede da Semudh. Denúncias de violação de direitos humanos podem ser realizadas pelo Disque 100 ou pelos números  (82) 3315-3792 ou (82) 988797571. Reunião aconteceu na sede da Semudh. Denúncias de violação de direitos humanos podem ser realizadas pelo Disque 100 ou pelos números (82) 3315-3792 ou (82) 988797571. ASCOM SEMUDH
Texto de Joanna de Ângelis

Ao tentar realizar a compra de um celular em um supermercado localizado no bairro do Jacintinho, em Maceió, o jovem (que optou por não se identificar) de 19 anos, foi abordado pelos seguranças do local e acusado de furto de um aparelho celular no dia anterior. O caso, que aconteceu no último sábado (21), na semana da Consciência Negra, teve grande repercussão nas redes sociais, gerando comoção e revolta da população pelas agressões morais e físicas relatadas pelo rapaz.

Nesta sexta-feira (27), a secretária da Mulher e dos Direitos Humanos, Maria Silva, acompanhada do superintendente de Políticas para os Direitos Humanos e a Igualdade Racial, Mirabel Alves, o recebeu na sede da Semudh para entender melhor o caso e oferecer apoio e acompanhamento jurídico para resolução do mesmo.

“Diariamente acompanhamos e buscamos justiça para casos de racismo e de agressão contra a comunidade negra, como também de violação dos direitos humanos em todo o Estado. É inadmissível que em 2020 ainda existam pessoas que são julgadas pela cor da sua pele, pelo seu cabelo ou pelas roupas que utilizam. A Semudh está aqui para trabalhar no enfrentamento e no combate de toda e qualquer agressão aos direitos humanos da população alagoana. Um País civilizado e democrático não pode conviver com esse tipo de barbárie”, afirmou Maria Silva.

As denúncias de casos de violação dos direitos humanos, em âmbito nacional, podem ser realizadas pelo Disque 100. Em Alagoas, o contato com a Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos pode ser feito por meio da Superintendência de Políticas para os Direitos Humanos e a Igualdade Racial nos telefones (82) 3315-3792 ou (82) 988797571, ou na sede da instituição na Rua Cincinato Pinto, 503, no Centro de Maceió.