Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Terça, 12 Novembro 2019 18:07
ORÇAMENTO E FINANÇAS PÚBLICAS

Fórum de países ibero-americanos acontece pela primeira vez no Nordeste

Depois de São Paulo, Maceió é a segunda capital brasileira a sediar o evento que reúne representantes da América Latina, Portugal e Espanha

Fórum de países ibero-americanos acontece pela primeira vez no Nordeste Ascom Sefaz
Texto de Ascom Sefaz

O Nordeste sediará pela primeira vez o Fórum de Coordenação Intergovernamental de Orçamento e Finanças Públicas dos Países Ibero-Americanos. Em sua sétima edição, o evento acontecerá nos próximos dias 18 e 19, na capital alagoana, Maceió. Lideranças em finanças da América Latina, Portugal e Espanha estarão reunidas para trocar experiências, analisar casos de sucesso e debater temas relacionados às finanças públicas.

Considerado um importante instrumento para o avanço no conhecimento sobre gestão financeira e a integração dos países ibero-americanos, o Fórum acontece desde 2011. A capital argentina, Buenos Aires, sediou a primeira edição e a sexta edições do evento, que também já percorreu as cidades de Campeche (México), São Paulo, Bogotá (Colômbia) e Montevideo (Uruguai).

Em Maceió, segunda capital brasileira a abrigar o fórum, a realização fica por conta das Secretarias de Estado da Fazenda e de Planejamento e do Grupo de Gestores das Finanças Estaduais (Gefin). A expectativa é de que mais de 200 gestores financeiros, secretários de Finanças e de Planejamento, entre outros profissionais de organizações nacionais e internacionais participem do evento, no Jatiúca Hotel & Resort. A programação inclui sete painéis, com 40 palestrantes, entre eles, grandes nomes do cenário econômico e financeiro mundial.

O chileno Noel Pérez Benitez, chefe da Unidade de Assuntos Fiscais da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), órgão criado pelas Nações Unidas para incentivar a cooperação econômica entre os seus membros, fará a palestra de abertura do fórum, sobre macroeconomia da América Latina. A partir daí, especialistas de oito países discutirão sobre a situação macroeconômica e fiscal; coordenação e acordos fiscais intergovernamentais e internacionais; regras fiscais e transparência; controle e gestão de resultados na gestão pública; contabilidade aplicada ao setor público; dívida pública e sustentabilidade; e planejamento e orçamento público.

No painel sobre acordos fiscais intergovernamentais, a mesa pretende expor os mecanismos de coordenação fiscal entre níveis de governo, envolvendo o federalismo fiscal no Brasil. “Pretendo mostrar as causas da crise financeira nos estados brasileiros estão em crise financeira e o que é possível tentar fazer para resolver o problema e evitar que ele volte a acontecer no futuro”, afirma o pesquisador do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), Marcos Mendes.

“O fórum será uma grande oportunidade para que possamos discutir e trocar experiências sobre a situação atual, a evolução da economia em nível internacional e seu impacto para as finanças públicas nos países da América Latina; os desafios fiscais e perspectivas de longo prazo; novas normas de contabilidade aplicadas ao setor público; o mercado financeiro e o endividamento público no contexto atual; metodologias de avaliação de risco e de sustentabilidade fiscal; planejamento estratégico e aderência aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pela ONU, entre outros temas relevantes para o futuro dos países ibero-americanos”, pontua o secretário de Estado da Fazenda de Alagoas, George Santoro.

A programação completa e as inscrições para o 7º Fórum de Coordenação Intergovernamental de Orçamento e Finanças Públicas dos Países Ibero-Americanos estão disponíveis no site www.forumiberoamericano.com.