Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Quarta, 31 Julho 2019 22:12
PERIFERIA

Jovens são ouvidos no projeto 'Juventudes Negras: Vidas Importam'

Os encontros visam ouvir as demandas dos jovens de comunidades periféricas do município de Maceió e buscar soluções conjuntas

Encontro integra a programação do projeto que culminará no Seminário Metropolitano da Juventude Negra, que será organizado pela Semudh Encontro integra a programação do projeto que culminará no Seminário Metropolitano da Juventude Negra, que será organizado pela Semudh Joanna de Ângelis
Texto de Joanna de Ângelis

O enfrentamento ao racismo, a disseminação dos direitos humanos e a proteção da dignidade humana são princípios que norteiam a gestão da Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh) e o projeto Juventudes Negras: Vidas Importam carrega a missão de dar voz e vez a quem mais precisa.

A primeira oitiva aconteceu na Escola Estadual Professora Benedita de Castro Lima, no bairro do Clima Bom, nesta quarta-feira (31), com alunos do ensino médio da instituição.

"Todos nós precisamos compreender que o melhor caminho sempre é a educação. Precisamos estudar, para crescer, querer e conseguir mudar. Com disciplina, com respeito e com dedicação. Quem trabalha com direitos humanos defende a vida. Defende a dignidade. Defende o ser humano", afirmou a secretária da Semudh, Maria Silva.

Reivindicações

Os estudantes da instituição participaram ativamente do debate proposto e compartilharam diversas dúvidas e histórias sobre a comunidade local. Já as demandas giraram em torno de atividades culturais, informática e saúde, como exames médicos e psicológicos, além da falta de segurança fora da sala de aula.


 WhatsApp Image 2019 07 31 at 19.12.05

Victor Emanuel e Kevin Kauã, ambos estudantes do segundo ano do ensino médio, destacaram os problemas que mais preocupam o corpo estudantil. ""Sentimos falta de muita coisa, desde aulas de música, teatro, até mesmo a utilização de áreas que já existem na escola, como o laboratório de informática e a biblioteca. Precisamos de várias coisas, mas uma das principais é o incentivo. Incentivo para, além da sala de aula, buscar aprender mais", afirmou Victor.

"Acho muito importante a presença da secretária aqui para ouvir as nossas demandas, mas, o que realmente precisamos é de que isso saia do papel. Queremos ver o que nós precisamos deixando de ser promessas e virando realidade", completou Kevin.

Presença do Governo

O presidente do grêmio estudantil, Carlos Eduardo, ressaltou a importância da participação do Estado dentro da instituição e o quanto é necessária a manifestação coletiva por direitos. "É preciso que tenhamos senso crítico na hora de apontar o erro, reivindicar e conquistar os nossos direitos. Vivemos em uma democracia e o poder é do povo. Enquanto grêmio estamos aqui pra ouvir os alunos e buscar o melhor cada vez mais, doa a quem doer".
WhatsApp Image 2019 07 31 at 19.12.01

Naildo Melo, diretor da escola, parabenizou a iniciativa da Semudh e destacou as expectativas para os próximos passos. "Agradecemos em nome da escola a honra de receber a secretária da Semudh. É um sinal de simplicidade do Governo de Alagoas em nos incluir para um debate como esse, em um ambiente amplo, além de vir até aqui, sentar conosco e ouvir nossas demandas. A esperança é de que o que for exposto aqui tenha eco e reverbere em ações positivas em nossa comunidade".

A ação teve o apoio do cursinho popular e gratuito PerifaEnsina, que trabalha com a preparação dos alunos de instituições públicas para o vestibular, facilitando e motivando o acesso às universidades.