Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Quinta, 10 Janeiro 2019 11:41
CIDADANIA

Parceria entre Semudh e ONG vai ajudar na formação de jovens em situação de vulnerabilidade

Acompanhamento deve aliar o compromisso profissional e social de adolescentes da Capital e região metropolitana

Parceria visa a formação e profissionalização de jovens alagoanos em situação de vulnerabilidade Parceria visa a formação e profissionalização de jovens alagoanos em situação de vulnerabilidade Ascom Semudh
Texto de Bruno Levy

A secretária de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh), Maria Silva, assinou nesta quarta-feira (09), na sede da secretaria, um termo de cooperação com a Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi), por meio da ONG Rede Pró-Aprendiz, e a coordenadora do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente (Fetipat), Nelma Nunes, para formar e profissionalizar jovens em situação de vulnerabilidade que moram em Maceió e região metropolitana.

De acordo com os termos firmados em reunião, a Renapsi será intermediadora para que jovens entre 14 e 16 anos trabalhem em empresas públicas e privadas como jovens aprendizes. Por outro lado, a Semudh e a Fetipat cederão salas da Casa dos Conselhos, auditório e palestrantes a fim de ajudar na formação social e profissional dos estudantes.

A Renapsi em convênio com a Caixa Econômica Federal fará a primeira turma de 23 pessoas com início das aulas no dia 18 de janeiro. Já com carteira assinada, os aprendizes terão mais 20 diaspara se especializarem na área administrativa para, assim, iniciarem os trabalhos em agências da Caixa e prosseguirem com o curso em um dia específico da semana na Casa dos Conselhos.

Além do conteúdo administrativo, a turma receberá palestras, por meio da Semudh e da coordenadoria da Fetipat, sobre temas de relevância social como o combate à violência contra a mulher, abuso sexual, direitos humanos, cidadania e entre outros.

Assinatura ocorreu nesta quarta feira 09 na sede da Semudh

Inserção

Para a secretária Maria Silva, trata-se de jovens de regiões periférias e que necessitam de um amparo do Estado. “São jovens ainda sem oportunidades. Por isso estamos trazendo-os para se prepararem para o mundo com o treinamento e acompanhamento diferenciado, onde estaremos observando de perto as notas e frequência na sala de aula com o objetivo de formar cidadãos”, disse Maria.

A coordenadora do Renapsi no Nordeste, Mariana Rocha, reforçou o comentário da secretária e complementou afirmando que a cooperação servirá também para assistir adolescentes e jovens que buscam ser ingressados, desde cedo, no mercado de trabalho. “Esta é uma política pública de governo onde a gente insere o aprendiz no mercado de trabalho aos quais eles não têm experiência profissional. Então, a Semudh entrando como parceiro,podemos viabilizar esse banco de dados de jovens em vulnerabilidade social para inseri-los e formá-los”.